Existe criptografia de dados? A detetive particular Socorro Amaral explica – Cibercrime

Existe criptografia de dados? A detetive particular Socorro Amaral explica – Cibercrime

É por isso que o nome é criptografia simétrica, pois a chave para codificar e descriptografar a mensagem é a mesma. Na criptografia assimétrica, há duas chaves. A chave pública, que serve para criptografar as informações e uma segunda, denominada chave privada, que é utilizada para decodificar a mensagem.

Na dimensão que é a área da computação, a criptografia é a conversão de dados de uma configuração legível para uma configuração codificado, que só pode ser lido ou processado após ser descriptografado.

A Detetive Socorro Amaral, explica que a criptografia é o componente fundamental da segurança de dados e é a maneira mais evidente e imprescindível de caucionar que as informações de um método de computador não possam ser roubadas ou lidas por pessoas que queira usá-las para fins funesto.

Muito utilizada por pessoas físicas ou jurídicas, a criptografia é muito usada na Internet para a proteção e informações de seus usuários, que são enviadas através de um navegador e um servidor.

Essas informações possuem de tudo, desde dados de empresariais até informações pessoais. Pessoas jurídicas de todos os níveis usufruem da criptografia no intuito de proteger seus dados de bancos sigilosos.

A criptografia tem vários benefícios, além da proteção das informações privadas, ela também comprova que tais informações são verdadeiras e se suas origens estão de acordo. Essa verificação de origem é para a confirmação se ela foi ou não alterada enquanto foi transmitida.

Normalmente quando tais informações são enviadas, a criptografia usa um algoritmo que só pode ser decodificada usando a chave própria. Essa chave é armazenada em um sistema receptor ou transmitida juntamente com algum dado criptografado.

Existem métodos que evoluem de acordo com cada software, como a simetria por exemplo que é conhecida como algoritmo, que é uma chave secreta de decodificação da mensagem fornecida ao destinatário junto com a criptografia.

Já o método de Criptografia assimétrica utiliza duas chaves, sendo uma pública e uma privada, ambas são vinculadas matematicamente, ou seja, números que aparelham um no outro, porém são idênticos.

A chave pública é compartilhada com qualquer pessoa, mas a chave privada deverá permanecer em sigilo. Porém as duas podem ser usadas para criptografar uma mensagem ou dados. A chave oposta da criptografia é usada para decodificá-la.

O lado positivo da criptografia é a segurança de quem precisa do sigilo de seus dados, já o lado negativo é que criminosos podem acessar através das redes de internet, sites, lojas online, ou aplicativos acessados e roubar dados importantes através da criptografia.