O que é stalking? Virou crime de perseguição?

O que é stalking? Virou crime de perseguição?

Resumidamente, stalking é a vigilância exacerbada que uma pessoa dispensa a outra, na maioria das vezes, força um contato indesejado, sempre por mensagens eletrônicas ou via internet. Nem sempre há um motivo claro além da obsessão, no entanto, um stalker (ou seja, o obcecado) muitas vezes pode ter o intuito de fazer chantagens, ameaças para amedrontar sua vítima.

Foi aprovado pelo Senado da Comissão de Constituição, um projeto de lei que tornará a punição mais rígida em casos de stalking.

O conceito de stalking não é de hoje, aliás, comportamentos desse tipo foram documentados por séculos. Mas a prática foi definida como crime grave a partir da década de 90, em grande parte como consequência da relação entre celebridades muito famosas e seus fãs.

O Stalking se caracteriza por obsessão e perseguição, que envolve uma vigilância constante que interfere na rotina diária da vítima. O stalkeador ficará sujeito a prisão se por um acaso molestar por qualquer motivo a vítima e se prejudicar a liberdade alheia.

Muitos stalkers nem sempre tem um objetivo definido, determinado para perseguir alguém, entretanto o sentimento de quem é perseguido em relação ao perseguidor é o que efetivamente categoriza o crime.

Quando a vítima é uma mulher, a perseguição poderá ser prevista na Lei Maria da Penha, com direito a aplicação de medidas preventivas, suspensão de posse, afastamento e restrição a porte de armas, tudo para assegurar a vítima do agressor.

A justiça pode ser acionada para entrar com medidas cabíveis e judiciais e quebrar o sigilo do número do celular, legalmente essa é a única forma de saber o número do telefone celular restrito.

Para que você possa entrar com uma ação judicial, e ter maiores evidencias, você terá necessidade de contratar um bom Detetive Particular, pois, o mesmo terá que agir com maior sigilo possível para preservar a vida de seu (sua) cliente.